AtendimentoSegunda-feira à sexta-feira das 08:00hs às 17:00hs.

Projeto para criação do cargo de biomédico é apresentado na Amepar

30 ago 2019

Em defesa da profissão e da classe biomédica o Conselho Regional de Biomedicina da 6ª Região (CRBM-6), tem buscado apoio dos prefeitos para a criação do cargo de biomédico nos quadros do funcionalismo público municipal.

 

Muitas cidades ainda não incluem os biomédicos em seus processos seletivos, e nós precisamos fazer valer os nossos direitos, já que temos formação equivalente aos profissionais contemplados. Além das análises clínicas, também podemos atuar nos campos da epidemiologia, vigilância sanitária, diagnóstico por imagem, entre outros, explica a presidente do CRBM-6, Dra. Janaína Naumann.

Uma das ações realizadas pelo CRBM-6 foi à apresentação de um projeto aos prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar), solicitando a inclusão do cargo em seus respectivos quadros. Durante uma reunião realizada em Londrina, no dia 30 de agosto, foram entregues materiais informativos e a minuta de criação do cargo ao grupo que reúne 22 cidades da região norte do Paraná.

 

Londrina, uma das cidades que fazem parte da Amepar, já contempla os biomédicos desde 2004. Nos próximos dias, por meio de edital, a prefeitura irá convocar a biomédica, Nayara Filomena Bernardino, aprovada no último concurso para ingressar na carreira pública municipal.

 

No governo do estado está tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o projeto de lei nº 352/2019 que altera a lei estadual 13.666/2002 que pretende incluir a função de biomédico no quadro próprio do poder executivo do Estado do Paraná. A iniciativa é do deputado Ricardo Arruda (PSL).

 

Até o final do ano outras cidades serão visitadas para que possamos apresentar o projeto.